PUA Portugal

Comunidade Portuguesa de Pick Up Artists


    Desafio #7:5 direct approaches, 1 NC, conheci pessoal do inner circle

    Compartilhe
    avatar
    ScramblerLane
    Membro

    Mensagens : 158
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 10/05/2015
    Idade : 20
    Localização : Porto
    19062017

    Desafio #7:5 direct approaches, 1 NC, conheci pessoal do inner circle

    Mensagem  ScramblerLane

    Olá pessoal, hoje segui o conselho do Icarus, e já estando no grupo inner circle do Porto, fui sair com outros dois puas, estes tinham bastante experiência. O set mais importante foi o 4, que consegui number close, e queria a vossa opinião.

    Cheguei lá mais cedo, e senti o AA. Andei na rua a bater palmas e dei uns elogios. Neste momento devia ter metido conversa com qualquer um, nem que seja pedir conselhos a estrangeiras para habituar-me a falar com elas. Acabei por não fazer approach, e esperei por eles.

    Estava sentado no café, e vi um rapaz que parecia ser um dos que me ia encontrar com. Parecia que ele estava à procura de alguém, (tinha acabado de chegar), e passado quase nada começa a falar com uma rapariga. Achei impressionante. Ele estava super natural. Encontrei-me com o outro rapaz, e depois conversamos um pouco todos, mas rapidamente eles partiram para a ação. Achei impressionante como eles simplesmente comentavam sobre uma rapariga e iam logo lá. Um deles tinha-me dito para entrar passado uns minutos no set dele, acabei por não entrar, ele lá fez NC. Depois estávamos os 3 a andar, e eu sabia que ia ter que approach eventualmente. Um convenceu-me que não há maneira de melhorar sem ser fazer. É sair, falar. Faz o que achares melhor e pronto. Depois em casa pensa-se. Eles deram-me uma força, escolhendo a rapariga inicial.

    Set 1- 2 raparigas turcas
    O meu opener para todas penso eu foi "excuse me, I know this is kinda weird but I saw you pass by and I thought you were really pretty/really nice"
    No início pareciam meio estranhadas, mas aguentei. Uma coisa que melhorei desde a última vez de propósito foi o meu opener ser dito devagar, com pausas. Depois também aguentei, elas começam a andar eu também e continuo a falar. Falamos sobre a Turquia, os nomes delas e pedi para elas me ajudarem a dizer palavrões etc. na língua delas. Andamos um pouco, depois eventualmente paramos. Elas falavam um pouco, e a "target" falava muito baixo por isso eu dizia para ela falar mais alto, e ela lean in. Nada de especial, mas achei que era ok. Riram-se um bocado. No final perguntei "what are you up to?" e elas tavam à procura de um ATM e depois iam comer qualquer coisa antes de irem para o aeroporto, iam para a Bélgica e não iam voltar. Disse na mesma que tinha que me encontrar com uns amigos daqui a uns 15 minutos, mas podiamos ir tomar café algo assim. A amiga virou-se para a target e fez um não com a cabeça(nada de brutal). Claro que foi por várias coisas, mas também talvez não podiam por causa do avião. Achei que não adiantava, por isso bazei.

    Set 2- Rapariga tuga sozinha
    Foi quase a seguir, ela tinha acabado de sair do trabalho. O mesmo opener, começou meio estranho, mas melhorou. Cumprimentei-a com um aperto de mão como faço com todas. A conversa parecia estar melhor do que a anterior, e eu continuei a andar com ela. Eu parava de falar, dava-lhe espaço para falar e nas minhas pausas ela dizia alguma coisa. Às vezes tentava-me tease, como eu fazia a ela. Depois enquanto estávamos a andar, ela apontava-me o caminho(ou corrigia) o que era bom sinal, ela não sentia que eu estava a segui-la. Achei mesmo que ia ser NC. Às vezes achava que tava a falar muito de mim, ou falava da minha família e parava, porque não queria estar a ter uma conversa só de rapport. Falamos do emprego dela, e do meu interesse em bartending, entre outras coisas. Chegamos à paragem de autocarros, e eu disse qualquer coisa tipo "bom, eu tenho de ir ter com os meus amigos mas era fixe se combinássemos alguma coisa". Ela riu-se e dizia "não", porque não me conhecia. Não me lembro do que disse, mas aí eu tava a me qualificar um bocado. Tentei ser engraçado e manter um frame sei lá de confiante, e mandei uma piada a dizer " quer dizer ainda tens que passar num teste para ver se isto vai dar certo", ela ria-se, e eu "depois falas com as outras raparigas, elas dão te uns apontamentos" , e ela tipo "outras raparigas?" e eu "passadas". Tudo com tom engraçado, mas mesmo assim pareceu-me que talvez o "outras raparigas" ela não tenha gostado, e o passadas foi apologetic. Achei que ela percebeu que era piada, mas também ela estava a falar com um rapaz que teve coragem de meter conversa com ela na rua, por isso talvez assumiu que eu andava mesmo com outras. Lá mencionou que se nos vissemos pelo café etc... o clássico. Separamo-nos. Um erro que cometi, não esperei que chegássemos à paragem mesmo, parei ao nos aproximarmos. Não sabia que horas chegava o autocarro, mas podia ter ficado com ela na paragem até chegar, mas fiquei com medo das outras verem-me a falar com ela. Aí lá haveria mais comfort, foi estúpido.

    Set 3- rapariga às mensagens
    Mesmo opener. Ela disse logo que tinha namorado e que estava a falar com ele ao telefone(mensagens). Parecia verdade. Caguei, disse que era pena e fui-me embora. Irrelevante.

    Set 4- rapariga mais velha, óculos de sol fixes
    Já estava fisicamente cansado. Queria parar, estava suado do sol louco. No entanto, queria acabar o desafio das 5 approaches. Vi a rapariga, pensei logo, ela parece ser modelo, parece toda fashionable, estrangeira e out of my league. Tava mesmo mentalizado que se lixe, é para acabar isto, ganhar a reference experience.
    Mesmo opener. Em inglês. Opener bastante pausado. Foi um ponto forte. Falamos um bocado à andar. No inicio também tentei dar "assumptions" que eu tinha dela. Quis focar-me em fazê-la qualify, e participar. Eventualmente descobri que ela era portuguesa e rimo-nos. Fiz com que ela tentasse adivinhar de onde eu era, ou donde eu podia ser. Ela inicialmente estava um bocado "preguiçosa" por isso não exigi muito dela, só queria que ela mandasse um chute qualquer. Mais coisas para ela adivinhar, uns high fives pelo meio, por coisas em comum ou ela tentar adivinhar. Não me lembro mais do que falamos. Continuamos a andar em direção à estação de comboios. Pensei que talvez fosse acabar ali, mas quando chegamos lá paramos os 2 e ficamos a falar mais um pouco. Notei que não me estava a posicionar frente a frente, e tive que corrigir isso várias vezes.

    Eu: Vais apanhar um comboio?
    Ela: Sim vou para X
    Eu: Ah boa, bom eu tenho de ir ter com uns amigos meus, eu sei que isto foi curto, mas era fixe se nós combinássemos alguma coisa quando tiveres por aqui
    Ela: Sim pode ser

    Depois ela ficou com o meu número e ligou-me, eu disse para ela pôr o apelido no meu telefone e escolher um emoji engraçado para pôr. Fiz umas piadas acerca dos apelidos, fiz ela adivinhar o meu etc. Depois despedi-me com um abraço, ela parecia um pouco em reaction, tentou fazer uma piada, e eu depois acabei por qualify um bocado, nada de mais, devia ter feito tipo um light touch nela e rido, e dito adeus.

    Set 5 Rapariga aleatória

    Usei o mesmo opener, mas francamente não me esforcei muito, tava tipo cansado, e nem tinha tópico de conversa, só aqueles clássicos "onde tás a ir" mesmo estranhos, tenho que trabalhar nisso, no que falar logo a seguir do open.

    Agora:
    O que fazer com a rapariga que fiz NC?
    Sei que o Martini Man é fã de lhe ligar. Quando fiz isso da última vez, estive com a rapariga por 2 horas, esta foi tipo 10-15 minutos. O mesmo aplica-se? Sou capaz de lhe ligar, se ela não atender mando uma mensagem estilo statement, no emojis (o que aprendi ser regra, ou só muito raramente e os mais marotos), e depois a seguir tento combinar algo. Se ela só for estar aqui no FDS ou na próxima semana? Digo que lhe ligo mais perto do dia? Ou deixo marcado? Depois não lhe ligo ou mando mais mensagens? Que acham?

    Obrigado! Fico contente por não ter desistido. Impressionante, se tivesse desistido daquela rapariga vinha para casa a achar que não conseguia nada. Foi muito bom sair com eles, bastou um dia para ver que isto é possível. Recomendaram-me a fazer algo todos os dias. Entre os 5 sets quase que não havia approach anxiety.
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

    avatar

    Mensagem em Seg Jun 26, 2017 9:50 pm  sapedro

    Faz assim. Pensa menos, estás claramente a querer ter cada pormenor controlado e assim sendo as coisas tendem a bloquear mentalmente. Deixa-te seguir na onda, vais ver como tens esse FC feito com a maior das facilidades.
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 9:50 am  Martini Man

    Scanble, Scanble, Scanble...

    O objectivo final disto é aprenderes a fazer com que as pessoas (principalmente as mulheres), gostem de ti. Por isso, vou nomear para FRASE BURRA DO ANO esta:

    " No entanto, o meu medo de ela ficar magoada parece-me ser real, ela no date adorou-me, e fazia perguntas tipo " eu não sou só uma pretty girl pois não" ao qual eu não podia dizer a verdade, e no final até pediu para eu "não ser um canalha". Provavelmente o certo é deixar de estar com ela. Posso ter errado mas não pensei que ela fosse ficar apegada"

    Epa foda-se!!! A ideia é ela ficar apegada!!! Ou ainda não entendeste isso??? Parabéns! Quanto a isto fizeste tudo bem! é isso o objectivo. É isso o que se pretende!

    Em relação á logística... Porra, pa! Não é quando as coisas estão acontecer que se trata delas é ANTES, como disse o Icarus. E se não tens sitio, tens sempre um sitio: PENSAO ( e pronto! Agora a tua cabeça fica a pensar que não pode ser, que não dá, que é acro, que é feio, que ela não quer que assim não e assado nickles. EPA DEIXA DE SER UM MEXI CANT e passa a ser um MEXI CAN ) Eu quando não tinha casa própria e elas também não proponha-lhes ir para um motel da seguinte maneira:
    1 - Quero estar contigo mas não temos sito...
    2 - Tive uma ideia doida... mas não... não da...
    3 - Já que insistes: e se fossemos a um motel?
    4 - Eu disse que era uma ideia doida. mas dava para estarmos juntos...
    5 - E CALAS-TE!

    E quanto ao magoar... A minha primeira razão é dar-te um carolo e dizer " epa deixa-te de historias!", mas ai ficas a pensar que somos uns Atilas do coração, que deixam atras de sim uma de raparigas chorosa e á beira do suicídio.

    Se há coisas de que me orgulho é de falar socialmente (aniversários, natal ou se nos encontramos) com algumas ex. E falamos sempre bem, e com algumas há ainda algumas memorias que partilhamos com um sorriso.

    Porque meu lindo SCRAMBLE, as mulheres não são as bonequinhas frágeis e inocentes que podem ser partidas por malfeitores como tu, cheios de segundas e más intenções...






    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 9:58 am  sapedro

    Martini Man escreveu: as mulheres não são as bonequinhas frágeis e inocentes que podem ser partidas por malfeitores como tu, cheios de segundas e más intenções...


    Bingo.

    Eu até digo mais. Aceitares essa narrativa é aceitares:

    1. Que os homens (a começar por ti) são por natureza uns seres horríveis e tenebrosos, e que as mulheres são por natureza umas vítimas e umas indefesas. [A realidade é que são tão bons ou tão maus uns como os outros]

    2. Que as mulheres por uma qualquer razão vão querer por natureza relacionamentos e só vão ter sexo dentro de um relacionamento ou na expectativa de um [O que sabemos não ser verdade]

    3. Que sexo fora de um relacionamento é algo de sujo e de que devemos ter pudor [Falso].

    Bora lá. Sem medos.

    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:12 pm  ScramblerLane

    Tinha escrito grande resposta mas a net foi abaixo. Que chatice.

    Vocês têm razão. Liguei-lhe, e quando eu disse que já que estivemos juntos de dia desta vez preferia à noite, lá vem com as conversas dela. "Preciso de te fazer uma pergunta."

    "Quais são as tuas intenções?" (eu roll my eyes)
    A melhor resposta era "Como assim? Que estranho... já agora quais são as TUAS intenções comigo?" Sempre virar contra ela.
    Em vez disso dei umas voltas mas dei boas respostas, mas ela com uma pergunta pôs-me a qualify. Como se eu precisasse para ter sexo. Eu quero fudê-la, mas ela também quer-me fuder. Não preciso destas brincadeiras. Lá disse "Sei lá que estranho sou algum assassino?"... "Tu é que pensas assim , eu não planeio as coisas". Ela: "é que tu naquela dia tentaste não sei o quê e fez-me pensar". Eu: "sei lá as coisas foram acontecendo"... no final ela" não te estou a julgar, pareces chateado". Já vi que gajas adoram dizer que nós parecemos chateados. Porque se estivermos chateados elas acham que nos controlam, pelo menos emocionalmente. Neguei, mas estava. Lá sugeri algo, disse para ela me dizer que horas dava-lhe mais jeito já que ela tem que ir de um lado para o outro. Acho que ela tb percebeu que eu tava-me a cagar. Disse tipo, se quiseres vamos fazer X amanhã, senão lá combinamos algum dia..." como quem diz xau xau.

    Lá me mandou msg a sugerir às 15, e eu disse que ia buscá-la a casa. O plano é leça, parar num lugar mais ou menos, dar uma volta, 1 horita. Quase 0 beijos, fazer o que o prince charles sugere. Quando a deixar bastante turned on, e ela obviamente vai reclamar porquê que eu não a beijo, vou dizer que não me sinto à vontade em público, "devo ser muito introvertido".

    Depois mando a line do motel. Lido com o que der e vier. Prov. vai ser não, siga para o carro onde lá falo algo tipo " eu sei que é estranho, e é a coisa mais louca que já fiz, mas eu não me sinto tão à vontade aqui nem tu. Pá, neste momento prefiro ir para lá, ficar deitado a conversar por 2 horas e ir embora do que ficar aqui. Pelo menos podemos estar juntos, à vontade, sem estarmos preocupados com outras pessoas e ficamos relaxados. Fazemos assim. Eu conheço um lugar perto de tua casa, e eu vou em direção a lá, se quando chegarmos ainda não estiveres a fim, eu levo-te a casa. Prometo. Pinky promise."

    Começo a conduzir logo, mudo de assunto etc. e vemos no que dá. É o que vou tentar. Espero que ela perceba que eu quero isto mas também há limites, e não vou andar atrás dela que nem um amigozinho a pedir sexo. Se isto não acabar em FC, não a vejo mais. A minha mãe não está muito bem, e começo a valorizar mais o meu tempo. Não vou investir mais numa rapariga que vai me fazer esperar, vou é arranjar outras.

    Na conversa do telefone estava visivelmente chateado porque vi o vosso lado, eu quero ter sexo com ela, e ela também quer me fuder. Tenho direito de a querer fuder, e se ela não quiser, então vou arranjar alguém que queira, não há nada de mal nisso. Fazer parecer que eu tenho que justificar o fato de ser homem é mesmo mau. Compreendo que não posso ser explicito, e dizer logo a verdade e ser lógico, tenho que ir dando as desculpas para ela se sentir à vontade. Só dá vontade de dizer " eu quero te fuder, tu queres me fuder, e podemos ter 2 horas seguidas de magia ou podemos ficar a conversar", mas não posso. No entanto, acho que vai se notar que "sinto menos vergonha" de ter desejos por ela.

    Vocês tinham razão. Ela não me parece que vá ficar magoada, só não quer ser fácil. Vou arriscar bastante amanhã.

    Obrigado pelo apoio, espero que tudo dê certo, e que possa vir cá dizer que perdi a virgindade e que ela passou uma ótima tarde.
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:16 pm  sapedro

    ScramblerLane escreveu:
    Lá me mandou msg a sugerir às 15, e eu disse que ia buscá-la a casa. O plano é leça, parar num lugar mais ou menos, dar uma volta, 1 horita. Quase 0 beijos, fazer o que o prince charles sugere. Quando a deixar bastante turned on, e ela obviamente vai reclamar porquê que eu não a beijo, vou dizer que não me sinto à vontade em público, "devo ser muito introvertido".

    Acho que há uma coisa que não percebeste nessa táctica...é que ela é indicada não só para quem é menos principiante, como também designadamente para ONS e para situações em que não houve KC prévio.

    Ela se vai ter contigo desta vez sabe ao que vai, sem prejuízo de poder acontecer LMR se ela não estiver à vontade no local.
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:18 pm  sapedro

    ScramblerLane escreveu:
    Na conversa do telefone estava visivelmente chateado porque vi o vosso lado, eu quero ter sexo com ela, e ela também quer me fuder. Tenho direito de a querer fuder, e se ela não quiser, então vou arranjar alguém que queira, não há nada de mal nisso. Fazer parecer que eu tenho que justificar o fato de ser homem é mesmo mau. Compreendo que não posso ser explicito, e dizer logo a verdade e ser lógico, tenho que ir dando as desculpas para ela se sentir à vontade. Só dá vontade de dizer " eu quero te fuder, tu queres me fuder, e podemos ter 2 horas seguidas de magia ou podemos ficar a conversar", mas não posso. No entanto, acho que vai se notar que "sinto menos vergonha" de ter desejos por ela.

    Vocês tinham razão. Ela não me parece que vá ficar magoada, só não quer ser fácil. Vou arriscar bastante amanhã.
     

    Nunca peças desculpas pelos teus desejos sexuais. Máxima bem conhecida.
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:25 pm  ScramblerLane

    sapedro escreveu:
    ScramblerLane escreveu:
    Lá me mandou msg a sugerir às 15, e eu disse que ia buscá-la a casa. O plano é leça, parar num lugar mais ou menos, dar uma volta, 1 horita. Quase 0 beijos, fazer o que o prince charles sugere. Quando a deixar bastante turned on, e ela obviamente vai reclamar porquê que eu não a beijo, vou dizer que não me sinto à vontade em público, "devo ser muito introvertido".

    Acho que há uma coisa que não percebeste nessa táctica...é que ela é indicada não só para quem é menos principiante, como também designadamente para ONS e para situações em que não houve KC prévio.

    Ela se vai ter contigo desta vez sabe ao que vai, sem prejuízo de poder acontecer LMR se ela não estiver à vontade no local.

    Sim, só quero deixá-la o mais excitada possível para quando falar do motel. Como assim achas que não vai haver LMR?
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:28 pm  sapedro

    Porque já houve no outro dia Smile
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:31 pm  ScramblerLane

    Mas LMR é logo antes do sexo. Se formos para o motel, ok acredito no LMR. E até lá? Quando falar do motel espero alguma resistência. Vou simplesmente dar tudo. Ter uma mentalidade "gun to your head, make it happen".
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 8:39 pm  sapedro

    Aquilo que se passou é tecnicamente LMR.
    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 10:54 pm  ScramblerLane

    Ela ligou agora para cancelar o date.
    Mais ou menos o que foi dito, muito saltado:

    Ela: Acho melhor não nos encontrar-mos amanhã porque X
    Eu: Ok , pronto tudo bem
    Ela: Acho que temos intenções diferentes
    Eu: Se é isso que tu achas tudo bem
    Ela: Então estás a concordar?
    Eu: Não
    Ela: Não estou habituada a fazer aquilo no primeiro encontro, e aquilo que tu pediste para fazer eu não fiquei comfortável... e na verdade eu não te conheço muito bem

    Basicamente deixei a falar o tempo todo. Ela estava à espera que eu dissesse alguma coisa, ou que reclamasse mas não. Não concordei com ela mas não tentei me qualificar.

    Ela: Estou a dizer isto porque sou honesta e sincera e por respeito a mim e a ti. Diz-me quando tu me viste qual era a tua intenção?
    Eu: Eu só vi uma rapariga gira e quis ir falar contigo, achei que era muito louco e estava nervoso mas lá deu certo. Não sei, eu estava nervoso nem sei em que pensei. Não deu para pensar, nem te conhecia.

    Depois bla bla bla, até que dissemos adeus, desejei-lhe tudo de bom. Ela durante a conversa toda dizia "mas" umas boas vezes. Não estava à espera da minha resposta, e aliás é capaz de ainda me ligar outra vez ou mandar mensagem.

    O que acham que eu devo fazer? E se eu lhe dissesse mesmo a verdade? Que naquele dia quis fazer sexo com ela, e era algo que eu pensava em? Não há maneira de lhe dizer mesmo que só queria algo casual? É possível? Devo ser honesto com ela?

    avatar

    Mensagem em Ter Jun 27, 2017 11:04 pm  ScramblerLane

    Espero a vossa opinião mas, a minha intuição diz-me que:

    Isto ainda fica aberto por um bocado. Ela não cancelou por falta de atração, por isso posso perfeitamente ligar/mandar msg qualquer dia e dizer algo. O quê não sei.

    Acham que eu devia ter perguntado qual era a intenção dela? Já agora bloqueou-me do instagram. Podem achar "ei que exagero", mas conheço N raparigas que tão sempre a bloquear e desbloquear rapazes do insta. Não é um problema.

    Neste momento até prefiro mensagens porque não sei como falar no telefone. Será que não podemos mesmo abrir um pouco o jogo? Dizer-lhe que queria algo casual mas pensei que ela estivesse a gostar? Se eu lhe ligasse e dissesse isso?

    Acho que vou arriscar, ligar-lhe e dizer isto. A vida é para experimentar e aprender com os erros. Até leio do ecrã.

    "Arrisquei, e quando disse aquilo também não achei que fosse correto. Mas também nunca me aconteceu tão rápido, e como estavámos bem juntos, comecei a avançar. Quando vi que gostavas da maneira que eu te tocava, eu próprio fiquei mais excitado, e a partir daí quis mais, e mais. Não queria parar. Perguntaste-me se eu queria ver as tuas mamas, e eu amei isso. E deixei-me ir.  Desculpa se foi rápido demais para ti, mas eu estava tão emocionado, tu assim a respirar em cima de mim, que eu só quis mais, e queria-te toda. Não vou mentir. Ainda te quero toda. Se saíssemos outra vez, eu ia tentar a mesma coisa, ia querer fazer tudo contigo. Eu não sabia bem o que fazer. Não me sentia comfortável, adorava que tivesse sido em outro lugar mas não deu. Já foste boa demais para mim por ter feito aquilo onde estavamos, e eu gostei, e sei que tu também gostaste. Mais não podiamos ter feito. Perguntaste-me qual era a minha intenção. Já que provavelmente não vamos estar mais juntos, posso-te dizer que estaria a mentir se te dissesse que se estivéssemos a sós não estaria louco por ti, louco por fazer todo o tipo de coisa contigo. Não ia conseguir resistir. Queres que eu minta, e diga que só quero conversar contigo? Não consigo. Desde que estivemos juntos não acho que conseguia ficar só por aí. Não me disseste qual era a tua intenção. Tu fazes parecer que querias alguma coisa séria. Da minha parte, eu não penso nisso. Não estou numa fase da minha vida que quero ter algo sério. Foste boa suficiente para mim para eu te dizer a verdade, e é essa. Não estou à procura de um relacionamento, mas adorei estar contigo. Adorei o momento íntimo que nós tivemos. E por mais errado ou estúpido podes ter achado que eu fui, não mudaria nada. Fiz o que sentia no momento e arrisquei. Já não vamos estar juntos por isso que sa foda. Esta é a verdade, deixei-me levar pelo teu corpo naquele dia e deixaria mais não sei quantas vezes. Sou assim. "

    Amanhã vou TER de fazer daygame. Já chega de preguiça.
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 12:38 am  ScramblerLane

    Update

    Liguei-lhe 2 vezes seguidas nada. Já não me parece que isto vai ficar "aberto" como tinha dito antes.

    Sei o que podia ter feito de diferente. Depois do 1 date podia ter trocado msgs com ela. Só que eu não queria. É mau da minha parte? Só querer sexo dela? A culpa foi minha, e tenho que encontrar raparigas que eu goste de estar com?

    Tentei! A sério que tentei. Fiz o que achei melhor,
    e mesmo agora liguei-lhe e ia dizer o que eu achava melhor. Não deu. Não quero cá andar com merdas de newbie que só arranja desculpas para não fazer nada. No entanto, vou ser honesto. Não gostava da companhia dela. É boa rapariga, embora não tenha nada a ver comigo. Por isso, fiz o mínimo. Ela sentiu isso. Depois do que nós fizemos, não falei com ela por 2 dias. Claro que só parece que eu queria sexo, mas é verdade. Se fosse com uma que eu gostasse, era logo mandar umas msgs, falar um bocado. Mostrar que não é só sexo. No entanto, será que devo fazer isso com raparigas de que não gosto? Que não me fazem rir ou interessam?

    Podem dizer: tu não tens escolha. Só se acharmos que sou um dependente que precisa de sexo, e o meu valor depende disso. Quero sexo mas não preciso.   Além disso, apesar de tudo sinto-me capaz, o meu game é bom, fui ao date e pensei 0 em tudo menos logistica. Falta-me algumas coisas , mas muita coisa faço bem por isso não é como se preciso de me agarrar a qualquer rapariga. Não invento desculpas e vocês também não deixam. Eu quero experimentar estar com raparigas que verdadeiramente me interessam. Ou pelo físico, intelectual, diversão... e aceito as consequências de temporariamente menos ação. Porque só assim vou fazer o que é preciso, sem remorsos. Isto não é um newbie a falar de merdas esotéricas (eu sei porque já fui esse newbie). Não, amanhã vou fazer uns approaches, isto é a sério, tá decidido. Vai ter que ser diário. Voltamos ao ataque.

    Obrigado!
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 8:37 am  Martini Man

    ScramblerLane escreveu:Ela ligou agora para cancelar o date.
    Mais ou menos o que foi dito, muito saltado:

    Ela: Acho melhor não nos encontrar-mos amanhã porque X
    Eu: Ok , pronto tudo bem
    Ela: Acho que temos intenções diferentes
    Eu: Se é isso que tu achas tudo bem
    Ela: Então estás a concordar?
    Eu: Não
    Ela: Não estou habituada a fazer aquilo no primeiro encontro, e aquilo que tu pediste para fazer eu não fiquei comfortável... e na verdade eu não te conheço muito bem

    O que é bonito nas mulheres é que (com alguma frequência...) ela nos dizem o que fizemos mal.

    O que é que aconteceu aqui Mr Scramble? O que é que faltou? (ela diz tudo.. so tens de ler e aprender...)

    --------------------------------------------------------------------------------

    Mudando ligeiramente de assunto: TUDO O QUE LÊS AQUI (No fórum) TENS DE PENSAR ASSIM: QUEM É ESTE GAJO QUE ESTA A ESCREVER ISTO? Não no sentido de duvidares dele, mas no sentido de perceberes em que "nível" de PU ele está e comparares com o teu nível. Eu não sei andar de skate. nunca andei e não posso ver um vídeo do "nome do gajo que faz tubos e saltos" e ir logo para um tubo a achar que faço aquilo tudo. Porque não faço e parto ossos!

    Da mesma forma, tu não podes achar que, por teres lido num FR do Arcanjo ou do Prince ou do Icarus, que houve sexo no primeiro encontro, (DEPOIS DE ELES TEREM FEITO 50  ATALHOS TECNICOS), que o mesmo vai acontecer contigo. Porque não vai! Porque só a tua atitude de estar a ver se dá, de ir a medo, de ter 50.000 coisas contraditórias na cabeça faz a diferença. Porque a tua atitude GERA a forma como elas lidam contigo.

    Por isso tens de fazer tudo certinho e direitinho. Tens de fazer os passos todos (A1, A2, A3, C1, C2, C3, S1, S2, S3 ) e ter a certeza que estão bem feitos. Tens de ir devagar e com tempo. Não podes (AINDA) saltar de A2 para C1 e dai para S3, que foi o que fizeste, sem sequer passar pelo outros. (E da única vez que fiz algo parecido, depois do sexo voltei para trás e fui fazer os outros passos todos porque queria estar com ela mais vezes)

    E agora dizes: " - Mas num FR do Prince Charles eu li que..." Claro que leste! E claro que aconteceu! Mas QUEM é o Prince Charles agora? Em que nível é que ele está? Que "rotação" ele tem? Há quanto tempo ele pratica? Que experiencias teve?

    E tu?

    Isto não é diminuir-te e dizer que nunca lá vais chegar (E olha que o Prince já esteve no teu lugar...) é alertar-te para o facto de que tens de ver as coisas em perpectiva e que há coisas que são possíveis de fazer, mas que para ti, para o teu nível técnico e de inner game não PODEM ser tentadas.

    Go by the book!

    Um dos meus grandes trunfos é que consigo coloca-las brutalmente á vontade comigo ao ponto de falarmos de sexo anal num primeiro date, no meio da conversa habitual acerca de quem somos e para onde vamos. E consigo porque para mim é algo completamente normal e "no brainer" e "no big deal". E porque estou á vontade ELAS ficam á vontade.

    Porque a tua atitude GERA a forma como elas lidam contigo.

    Por isso...  (e agora a pergunta de 1.000.000€) Que forma de lidar contigo achas que é gerada pela tua atitude de duvida e ansiedade?
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 8:56 am  Martini Man

    Até aqui, olha que a mensagem não ia nada mal...

    "também nunca me aconteceu tão rápido, e como estavámos bem juntos, comecei a avançar. Quando vi que gostavas da maneira que eu te tocava, eu próprio fiquei mais excitado, e a partir daí quis mais, e mais. Não queria parar. Perguntaste-me se eu queria ver as tuas mamas, e eu amei isso. E deixei-me ir. Desculpa se foi rápido demais para ti, mas eu estava tão emocionado, tu assim a respirar em cima de mim, que eu só quis mais, e queria-te toda. Não vou mentir. Ainda te quero toda."

    Se ficasse por aqui, talvez, talvez...

    Mas depois continuaste a escrever e ai ela viu o paranoico e creepy que tu és e só disse "-Não..."

    Es o teu pior inimigo.

    O teu problema não é sair, nem falar. O TEU PROBLEMA È PENSARES DEMAIS!!! Quando vieres a Lisboa a ver se te limpo um bocado dessa cabeça...
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 10:58 am  ScramblerLane

    Eu não cheguei a mandar essa mensagem ou dizer isso em voz, era só um plano. Mas então foi bom não o ter feito.

    Nunca liguei muito ao mystery method mas vou experimentar, já vi que muitos de vocês usam esse sistema A, B e C.

    Então com esta rapariga simplesmente não ia ser tão rápido? Compreendo que há coisas que são possíveis mas que eu ainda não as consigo fazer e mais vale não tentar. Se fosse uma rapariga "especial", e para mim especial=quero namorar ou pode acontecer, eu ia querer ir mais devagar.

    Fico sempre com a ideia que é preciso ir para o FC no primeiro ou segundo date. Que se demorar mais do que isso ela vai-me ver com um falhanço, que se ela não dormiu comigo no 1 nem no 2 é minha culpa e já sou provider e não lover. Na minha idade vejo muito pessoal que sai e comem-se por uns tempos e depois é que começam a namorar. Duvido que sexo aconteça assim tão rápido.
    Ás vezes penso que talvez as raparigas daqui sejam diferentes, que no estados unidos as raparigas são mais party girls. No entanto, como estão sempre a dizer que PU é igual em todo o lado, tento imitar essas coisas de youtube.

    Não senti ansiedade com esta por ela mesmo, mas foi mais por achar que se não correr bem com esta rapariga, com as outras tb não corre. As pessoas só escrevem FR de FC quando é ONS, ou 1 date, e começo logo a pensar: se eu encontrasse uma rapariga especial, que é o que eu quero, e não conseguisse FC no 1 date ou 2 date, já me vê como provider, porque outros rapazes conseguiriam isso, e portanto a nossa relação não daria certo, que ela iria trair-me. Que se eu gostasse dela e ela de mim, não poderiamos começar a namorar sem antes ter sexo. Para mim isto não faz sentido, não é o que eu acreditava, mas como estou a tentar aprender PU, parece-me que é isto que ensinam, porque conheço amigas que sei que só perderam a virgindade com um rapaz depois de começarem a namorar, e são 100%fiéis. Claro que também sei do outro extremo. Só que como eu quero melhorar, acho que é isto que o pickup ensina. Por isso, se encontrasse uma rapariga especial, estaria sempre, no final do date a ir para casa dela etc. quando talvez já fosse bom suficiente cinema mais uma volta a pé.

    Espero ter respondido à tua pergunta sobre a minha atitude com ansiedade.

    E claro, tenho mesmo de ir a Lisboa falar contigo. Já me dás conselhos há imenso tempo. Nem sei como retribuir, só mesmo pagando um almoço ou um café.
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 12:09 pm  Icarus

    Uma lição importante que aprendeste é que uma rapariga só está fechada quando está fechada.

    O que parece à partida que vai ser fácil, muitas vezes é uma ilusão.

    O martini já te deu bons conselhos. Só diria que tens de ter mais calma quando as coisas não correm como inicialmente tinhas planeado. Levaste um bocado a peito a rejeição.

    Depois da chamada que ela te fez a cancelar o date:

    1) não enviavas mensagem nenhuma
    2) nem ligavas à gaja

    Quando tiveres afectado emocionalmente pela rejeição faz um soft next, que é deixar um tempo passar sem falar com a gaja. Depois, quando voltares ao normal, pensas o que vais fazer.

    Concluindo, convêm aceitares que foi a gaja que te rejeitou, ao contrário do que pensas, não foste tu que a rejeitaste porque não a querias como namorada.


    PS: Mais gajas virão não fiques a moer a cabeça com esta
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 2:08 pm  Martini Man

    Tanta treta, meu Deus...

    "Fico sempre com a ideia que é preciso ir para o FC no primeiro ou segundo date. Que se demorar mais do que isso ela vai-me ver com um falhanço, que se ela não dormiu comigo no 1 nem no 2 é minha culpa e já sou provider e não lover. Na minha idade vejo muito pessoal que sai e comem-se por uns tempos e depois é que começam a namorar. Duvido que sexo aconteça assim tão rápido.
    Ás vezes penso que talvez as raparigas daqui sejam diferentes, que no estados unidos as raparigas são mais party girls. No entanto, como estão sempre a dizer que PU é igual em todo o lado, tento imitar essas coisas de youtube. "

    1 - É para ir para FC QUANDO HÀ CONDIÇÔES para FC. Sejam condições logísticas, sejam emocionais. Não antes.... e isto seja ao 1º date ou ao 4º! Há ocasiões (Leia-se AQUELA rapariga NAQUELA circunstância) que pode ser ao 1º, outras (Por exemplo a mesma rapariga NOUTRA circunstância) que só é ao 2ª ou 3º. Ou 4º...

    2 - Não é por irem para a cama nos primeiro 5 minutos que ela te vai achar um provider ( e que treta terrivel é essa, explica-me lá ...) mas vai achar que são só amigos se te mostrares inofensivo e pudicamente assexuado (e se não lhe tocares)

    3 - A dicotomia Provider - Lover... vamos resumir um bocadinho: EPA DEIXA DE FALAR NESSA MERDA, ENTENDIDO??? É TRETA! ESQUECE! É UMA MERDA INVENTADA PARA METER MEDO AOS AFC DE QUE SO VAO PINAR SE COMPRAREM O PROGAMA XPTO!! O Icarus que está aqui a comentar é um Provider ou um Lover? Deve ser Lover porque é um ganda PUA, não é? E no entanto está a viver em França com a namorada... É Lover ou Provider, diz-me lá? E o Travelove que tem aqui brutais FC dos tempos em que arrasava o Bairro e arredores com o Prince e o Icarus, é o quê? Deve ser um ganda Lover, pensas tu, nessa logica bacoca. E no entanto a namorada vive em casa dele á pala dele. Éeeeee Ganda Provider que o gajo é... Txxxx Vergonha!!! Percebes agora porque é que essa dicotomia é uma treta que só te está a bloquear?

    Que é um MEDO que está ali sempre no fundo da tua cabeça e te leva a fazer merda ou a naõ fazer aquilo que queres? "Tens de fazer isto, tens de fazer aquilo... senão , ai, ai... a menina vê-te como Provider e crava-te pasteis de nata!"

    Deixa de ter MEDO! (não foste tu que compraste um programa chamado FEARLESS?) Tu es um gajo porreiro e por quem naturalmente N raparigas vão sentir-se atraídas. Aceiat isso. Acredita nisso. E se te apetecer pagar-lhe o café, (ou o jantar, ou FDS nas Maldivas!) epa paga! Faz o que te apetece e sem MEDO! ASSUME!

    Porque o que elas não querem não é Providers, mas gajos que não assumem o que querem... ("-Quais são as tuas intenções?" - perguntava ela, não era? )

    4 - É normal duas pessoas conhecerem-se (a todos os níveis incluindo o sexual) antes de se comprometerem. E sim sexo acontece rapidamente, Depende das pessoas e das circunstancias.

    5 - Isso! vai para a America! Força! Vai! Basa!

    6 - Imitar coisas do youtube? Tenho um fato de treino, tenho uma fronha de almofada, moro num sexto andar, o que pode correr mal?



    7 - Não ligar ao Mistery Method. Epa acho que fazes bem! Ao fim e ao cabo para o que é que interessa saber o código da estrada, se já viste um vídeo no youtube sobre condução de automóveis? (de Ralie...)


    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 2:12 pm  Martini Man

    Acho que devias fazer yoga e meditação para abrandares esse cérebro. A serio!
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 8:44 pm  travelove

    Porra essa cabeça tá toda fodida. É o problema de tentar absorver demasiados conceitos ao mesmo tempo sem praticar o suficiente para eles assentarem.

    Por isso é que eu não gosto muito desses programas por passos. Percebo a intenção (levar a um compromisso com a acção) mas não dá tempo para reflectir.

    Não sei muito bem por onde começar portanto se calhar vai ser um bocado "rambling", vou tentar manter a coerência.

    1. Estás a pensar demais. Repara nas paredes de texto que já escreveste sobre esta gaja. É normal, dada a tua inexperiência (não é muito diferente dos primeiros FRs que me dei ao trabalho de escrever) e querer analisar tudo ao pormenor, mas denota muito investimento emocional da tua parte e isso também transparece nas interacções. Sim, é emocionante, abordaste uma gaja na rua e de repente estás num date com ela e deste uns beijos e tal, se calhar há uns tempos parecia-te impensável... Mas que a primeira lição que tires disto seja, ok, isto é fazível, não é nada de especial.

    2. Não te dês tanta importância. Sabes que o Tinder é uma cena certo? Sabes que as gajas se não são freiras já tiveram outros dates certo? Então...

    ScramblerLane escreveu:Fui hoje ao date.
    Vou experimentar fazer o que vocês disseram acima. No entanto, o meu medo de ela ficar magoada parece-me ser real, ela no date adorou-me, e fazia perguntas tipo "eu não sou só uma pretty girl pois não" ao qual eu não podia dizer a verdade, e no final até pediu para eu "não ser um canalha". Provavelmente o certo é deixar de estar com ela. Posso ter errado mas não pensei que ela fosse ficar apegada. Estar com uma pessoa cara a cara é completamente diferente. Eu já antes tinha um pressentimento que isto ia acontecer, por isso vos perguntei. Talvez sou eu, e sou muito simpático. Vamos falar do date e depois voltamos ao assunto.

    Magoada? Apegada? Calma rapaz! Eu sei que isto é um pensamento normal com o "brainwashing" feminista que a malta leva desde pequenina (eu também já tive estes problemas), mas não te preocupes com estas coisas. Aprende a ser um bocado egoísta, zela pelos teus interesses, que ela está a zelar pelos dela. Tu queres meter picha não é? Dado que não o vais fazer à força nem meter droga na bebida dela, isso só vai acontecer se ela também quiser. Desde que não faças promessas que não pretendes cumprir, tá tudo bem.

    "eu não sou só uma pretty girl pois não" é uma variante de "aposto que és um player". Isto é um shit test. (há quem lhe chame teste de conforto mas eu não concordo muito). Uma resposta directa é o pior possível - "Não" é conforto a mais e "Sim" é conforto a menos. Mais vale não dizer nada, mas também não é a melhor resposta. A melhor resposta é ambígua, indirecta, qualificante:
    -"não sei. és?"
    -"estava a guardar o anel de noivado para mais tarde"
    -"é complicado" [muda de assunto]

    3. Pedir verbalmente um broche é mau, na minha opinião. A gaja já está a bater-te uma na traseira do carro um par de horas depois de te ter conhecido. Consegues fazê-la sentir-se mais puta? Mais valia teres sacada da carteira, dado 10 euros e dizer "se deres o cuzinho dou-te mais 10". Lidera fisicamente com gentileza, não verbalizes. Ao dizer uma merda dessas estás a despertar a parte lógica do cérebro dela.

    4. Quanto à parte da logística, já foi tudo dito. Só quero acrescentar que também não te podes limitar demasiado pela falta. Tens montes de malta da comunidade (e fora) que vai foder para pensões, mato, carros em ruas razoavelmente movimentadas, camião de caixa aberta (yours truly), casa de banho de discotecas / centros comerciais... Não penses muito nisto agora, também duvido que queiras que a tua primeira vez seja numa casa de banho imunda, mas no futuro é algo a ter em conta.

    5.
    ScramblerLane escreveu:
    Nunca liguei muito ao mystery method mas vou experimentar, já vi que muitos de vocês usam esse sistema A, B e C.

    Não quer dizer que tenhas de seguir tudinho à risca - às vezes a abordagem já está feita (ela mete-se contigo por algum motivo), às vezes o conforto está mais ou menos tratado (círculo social) - mas é um mapa importante para ter na cabeça, principalmente quando a coisa deixa de fluir, porque te permite rapidamente perceber o que pode estar a faltar.

    Claro que antes de saltares passos tens de tentar pelo menos seguir aquilo razoavelmente um par de vezes. (esquece a parte do peacocking, aquilo é para um ambiente muito específico).

    6.
    ScramblerLane escreveu:
    Então com esta rapariga simplesmente não ia ser tão rápido? Compreendo que há coisas que são possíveis mas que eu ainda não as consigo fazer e mais vale não tentar. Se fosse uma rapariga "especial", e para mim especial=quero namorar ou pode acontecer, eu ia querer ir mais devagar.

    STOP. Eu sei que foi isto que te venderam a vida toda mas isto é merda.
    Não sei se com esta ia ser rápido ou lento. Sei é que isso não tem nada a ver com ela ser especial ou não. Aliás, esquece o conceito de "especial". Esquece a merda da fantasia dos "soul mates". Isso só te vai trazer obstáculos mentais, fazer-te deixar passar gajas com potencial porque têm um defeitozinho qualquer, ou ficar obcecado com gajas que à primeira vista parecem o teu ideal e depois começas a fazer grandes fantasias na tua cabeça, e depois ficas ansioso e rebentas tudo e ficas na merda.

    Não há gajas especiais. Há gajas que são mais ou menos compatíveis contigo, e há milhares das duas variedades só em Portugal. E só vais saber isso depois de as foderes. Porque até aí estão a jogar o jogo da sedução, e é tudo "fumo e espelhos" - da parte dela e, espera-se, da tua, porque é assim uma sedução bem feita (a não ser que sejas super directo mas isso é outro tema e não sou o melhor para falar disso).

    Vou-te dar um exemplo simples - imagina que ela tem um cheiro estranho nas "partes pudendas" - sem ser doença ou falta de higiene, simplesmente é o cheiro dela e tu não gostas. Garanto-te que não vais conseguir ter uma relação séria com essa gaja, por mais que ela preencha os teus outros critérios.

    7.
    ScramblerLane escreveu:
    Fico sempre com a ideia que é preciso ir para o FC no primeiro ou segundo date. Que se demorar mais do que isso ela vai-me ver com um falhanço, que se ela não dormiu comigo no 1 nem no 2 é minha culpa e já sou provider e não lover.

    É um bom princípio, mas não é obrigatório. Principalmente dado que a tua inexperiência te leva a dar alguns tiros nos pés, é capaz de às vezes levar mais tempo.

    Eu por exemplo gosto de seguir o princípio do Blackdragon de fazer um 1º date curto (< 1h) sem KC a acabar num momento alto, e depois fazer um 2º date a rolar mais tranquilamente para o FC. Mas se a cena estiver muito acesa, ou por logística for conveniente avançar logo (por exemplo se ela for de fora) não excluir o FC ao 1º date.

    Mais que isso... Depende. Desde que não estejas a dar a vibe de "amigo" ou "tampão emocional", desde que não estejas a perder demasiado tempo / dinheiro / energia emocional com a cena... Mais um par de dates não faz mal nenhum. Até porque depois, se é para uma cena casual, vais pô-la em rotação e acabou a fantasia do provider.

    ScramblerLane escreveu:Na minha idade vejo muito pessoal que sai e comem-se por uns tempos e depois é que começam a namorar. Duvido que sexo aconteça assim tão rápido.
    A maioria dos gajos são betas. A maioria das gajas não tem uma aversão visceral a betas até namorar com um.

    8.
    ScramblerLane escreveu:Ela ligou agora para cancelar o date.
    Mais ou menos o que foi dito, muito saltado:

    Ela: Acho melhor não nos encontrar-mos amanhã porque X
    Eu: Ok , pronto tudo bem
    Ela: Acho que temos intenções diferentes
    Eu: Se é isso que tu achas tudo bem
    Ela: Então estás a concordar?
    Eu: Não
    Ela: Não estou habituada a fazer aquilo no primeiro encontro, e aquilo que tu pediste para fazer eu não fiquei comfortável... e na verdade eu não te conheço muito bem

    Basicamente deixei a falar o tempo todo. Ela estava à espera que eu dissesse alguma coisa, ou que reclamasse mas não. Não concordei com ela mas não tentei me qualificar.

    Ela: Estou a dizer isto porque sou honesta e sincera e por respeito a mim e a ti. Diz-me quando tu me viste qual era a tua intenção?
    Eu: Eu só vi uma rapariga gira e quis ir falar contigo, achei que era muito louco e estava nervoso mas lá deu certo. Não sei, eu estava nervoso nem sei em que pensei. Não deu para pensar, nem te conhecia.

    Depois bla bla bla, até que dissemos adeus, desejei-lhe tudo de bom. Ela durante a conversa toda dizia "mas" umas boas vezes. Não estava à espera da minha resposta, e aliás é capaz de ainda me ligar outra vez ou mandar mensagem.

    O que acham que eu devo fazer? E se eu lhe dissesse mesmo a verdade? Que naquele dia quis fazer sexo com ela, e era algo que eu pensava em? Não há maneira de lhe dizer mesmo que só queria algo casual? É possível? Devo ser honesto com ela?


    Por causa de cenas destas é que eu sou um bocado avesso criar hábitos de chamada telefónica. Sou muito fã do princípio Martini "Liga-lhe" por marcar a diferença, mas é esporadicamente, de resto criar o hábito das mensagens. Principalmente se fores inexperiente, estiveres nervoso, estiveres em modo damage control, é mau. Porque permite que ela continue a conversa nos termos dela a não ser que sejas mal-educado e cortes a cena, e basicamente estás a jogar no terreno dela. (apesar de tudo não respondeste mal)

    Enquanto com mensagens...

    Ela: Acho melhor não nos encontrar-mos amanhã porque X
    Tu: pffft
    Ou
    Tu: birthday cat
    Ou
    Tu: é complicado

    e cortas o contacto, vais entreter-te com outras gajas, passado uns dias mandas um ping, e se ela responder marcas outro date.

    9.
    ScramblerLane escreveu: Será que não podemos mesmo abrir um pouco o jogo? Dizer-lhe que queria algo casual mas pensei que ela estivesse a gostar? Se eu lhe ligasse e dissesse isso?

    O romance é mistério. Abrir o jogo é o contrário de romance. Não mintas, simplesmente não fales nisso, faz a tua cena e deixa-a tirar as suas conclusões. Isto é uma conversa para ter ao fim de uns meses a mandar pinadas, não antes de terem sequer mandado uma.

    10.
    ScramblerLane escreveu:
    "Arrisquei, e quando disse aquilo também não achei que fosse correto. Mas também nunca me aconteceu tão rápido, e como estavámos bem juntos, comecei a avançar. Quando vi que gostavas da maneira que eu te tocava, eu próprio fiquei mais excitado, e a partir daí quis mais, e mais. Não queria parar. Perguntaste-me se eu queria ver as tuas mamas, e eu amei isso. E deixei-me ir. Desculpa se foi rápido demais para ti, mas eu estava tão emocionado, tu assim a respirar em cima de mim, que eu só quis mais, e queria-te toda. Não vou mentir. Ainda te quero toda. Se saíssemos outra vez, eu ia tentar a mesma coisa, ia querer fazer tudo contigo. Eu não sabia bem o que fazer. Não me sentia comfortável, adorava que tivesse sido em outro lugar mas não deu. Já foste boa demais para mim por ter feito aquilo onde estavamos, e eu gostei, e sei que tu também gostaste. Mais não podiamos ter feito. Perguntaste-me qual era a minha intenção. Já que provavelmente não vamos estar mais juntos, posso-te dizer que estaria a mentir se te diss[...] Sleep Sleep Sleep

    Isto não é o Jerry Maguire. Ainda bem que ela não te atendeu, poupaste uma figura triste. Estes discursos ficam muito giros nas comédias românticas e elas derretem-se todas, mas no mundo real isto é só uma maneira muito longa de dizer "SOU TÃO BETA QUE ATÉ DÓI"

    Evita muito palavreado.
    avatar

    Mensagem em Qua Jun 28, 2017 11:42 pm  travelove

    Martini Man escreveu:
    3 - A dicotomia Provider - Lover... vamos resumir um bocadinho: EPA DEIXA DE FALAR NESSA MERDA, ENTENDIDO??? É TRETA! ESQUECE! É UMA MERDA INVENTADA PARA METER MEDO AOS AFC DE QUE SO VAO PINAR SE COMPRAREM O PROGAMA XPTO!!

    Aqui vou ter de discordar. Eu prefiro falar de Beta e Alfa, mas o conceito é mais ou menos o mesmo. E não é treta nenhuma, embora seja uma simplificação.

    Martini Man escreveu: E o Travelove que tem aqui brutais FC dos tempos em que arrasava o Bairro e arredores com o Prince e o Icarus, é o quê? Deve ser um ganda Lover, pensas tu, nessa logica bacoca. E no entanto a namorada vive em casa dele á pala dele. Éeeeee Ganda Provider que o gajo é... Txxxx Vergonha!!! Percebes agora porque é que essa dicotomia é uma treta que só te está a bloquear?

    Bancar tudo a uma gaja é sempre Beta. Só que o Alfa e o Beta não são um sistema binário, antes um contínuo, uma soma de comportamentos que te põem num determinado ponto da escala.
    avatar

    Mensagem em Qui Jun 29, 2017 8:45 am  Martini Man

    O que eu acho piada no Scramble é que o gajo é um Brad Pit novinho, que podia ganhar a vida como modelo e estuda medicina.  O moço é LINNDO ( ya, vi-te no Facebook!) e fica fofinho do óculos, estilo Harry Poter no ultimo filme, que pode dar-se ao luxo de fazer uma abordagem á lá Chaos de chegar a um qualquer set no Piolho e só sorrir que  tem de certeza uma ou duas miúdas metem conversa com ele. E assim que largar o DHV de "Estou em Medicina ..." BOUUMMM Feito!

    É tem esta merda toda na cabeça...  

    Pá, em 10 anos nunca vi aqui ninguem a escrever tanto sobre o que pensava fazer como ele. Ele escreve paragrafos de "Pensei em dizer..." E vai por ai fora a desbobinar de tal forma que só depois é que nos apercebemos que isto é ele a pensar e não o que aconteceu. Smile

    Renovo a recomendação: Yoga e meditação para abrandares esse cérebro.

    E acrescento: Já pensaste em ir a uma agencia de modelos mostrares umas fotos? Deixavas de ter problemas de dinheiro... Nem de miúdas...
    avatar

    Mensagem em Qui Jun 29, 2017 10:39 am  ScramblerLane

    Obrigado por tudo pessoal. Têm razão. A minha ansiedade deixa-me preocupado demais. Tenho é que pensar menos e fazer. Depois aprendo.

    Têm todos razão. Não adianta comentar ponto a ponto, porque concordo com vocês.

    Se eu for a ver, e perguntarem-me "Porque não fazes X?" a resposta vai dar a "porque tenho medo de..." . Vai tudo dar ao medo e à filha "ansiedade". Este tipo de medo não serve para nada. Tenho sorte de pelo menos vir aqui e saber que não sou o único.

    O sapedro tb já me tinha perguntado se eu tinha mesmo problemas com miúdas depois de ver o meu perfil. Tenho noções que sou giro, mas todos sabemos que os giros acabam por ser bons com miúdas não só pela aparência mas porque crescem confiantes. Eu nem sempre fui assim, houve um altura que a minha cara estava cheia de espinhas, e se pusermos uns anos de bullying em cima... Só para explicar. Já ultrapassei e muito, mas ainda não tenho a confiança de um gajo desses. Talvez o equivalente de ter um carrão e não o saber conduzir.

    Vou fazer isso. Ver o yoga, ver a coisa dos modelos, meditação.
    Coragem.

    Obrigado pela vossa ajuda! Só espero que não achem que não me esforço ou comecem a achar que este gajo nunca mais se toca. Ouço os vossos conselhos e tento seguir!

    De resto, mais vale encerrar isto. Já demos atenção suficiente à miúda.

    Case closed
    avatar

    Mensagem em Qui Jun 29, 2017 11:00 am  Martini Man

    Scramble,

    A gente gosta de ti e sabemos que te estas a esforçar, por isso é que te damos carolos e gritamos contigo e fazemos o papel de Sargento Mauzão. Mas cá atras, entre nos estamos sempre a dizer uns aos outros que tu vais lá Razz

    Abraço!
    avatar

    Mensagem em Qui Jun 29, 2017 11:36 am  travelove

    Exacto. Quando vês uma grande parede de texto, mesmo que seja só a dar-te na cabeça, quer dizer que quem a escreveu está a investir em ti, ou seja vê potencial.

    Mensagem   Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 26, 2017 8:57 am