PUA Portugal

Comunidade Portuguesa de Pick Up Artists


    A italiana de Turin

    Compartilhe
    avatar
    ScramblerLane
    Membro

    Mensagens : 158
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 10/05/2015
    Idade : 20
    Localização : Porto
    17072017

    A italiana de Turin

    Mensagem  ScramblerLane

    Encontrei-me com puas do inner circle do Porto, ficamos a conversar por umas horas, depois tomei iniciativa e disse que não queria ir embora sem fazer uns approaches, e fui com um deles.

    Vi algumas giras, e uma muito gira, mas não fiz approach. Vi uma linda estrangeira na paragem de autocarro com a amiga, mas pensei logo "não vai dar, ela deve andar com homens que têm a vida todo sobre controle, e com um game muito melhor do que eu, vai olhar para mim e ver um rapazito".

    Set 1
    Eu disse ao meu wing que apetecia-me fazer algo engraçado, mas não sabia o quê e acabou por ser que tinha passado uns 10 minutos e não tinhamos feito approach. Era mesmo só para quebrar o gelo, e ele abriu 2 estrangeiras, tocou numa no cotovelo por trás e disse excuse me. Eu cheguei lá e dirige-me às 2 e comecei a dizer que achava que elas eram da bélgica, mas a cara da que estava mais afastada, de chateada,  virada como se para continuar a andar afetou-me, pensei logo que não ia dar. Conversa chodey e aquilo acabou. O pessoal do inner circle já me tinham dito que em daygame é melhor só ir um gajo e passado uns minutos ir lá o outro, senão elas assustam-se . Eu podia ter fingido que estava ao telefone por uns 2 minutos, e depois ia lá. Também em set acho que devia ter falado só com a loira (a chateada), e o wing com a outra. Também disse-lhe que lhe tocar no cotovelo especialmente por trás não foi boa ideia.

    Set 2- 2 Italianas sábado

    Vi-as a tirarem uma foto, e fui lá e disse meio de longe "Do you want to take a picture with Porto's finest?". Elas riram-se e tal, chamei o wing e tiramos fotos juntos. Esses 5 minutos iniciais foram elas sempre a rir. Já que fui eu a abrir o set devia ter parado um pouco e visto qual era a mais gira para mim, a do meu wing, e trocar. Enquanto estávamos a tirar a foto umas raparigas na relva olharam algumas vezes para nós com caras estranhas. Porquê ,não sei.

    Passado uns minutos eu sugeri irmos tomar um café + time constraint. Olharam uma para a outra, a M ( a dele), e a H(a minha) ,e a M fez um sinal de sim com a cabeça. A M era a líder. A H fez erasmus aqui e ia embora 2 dias depois segunda, mais a M que veio visitar por uns dias. Fomos a andar, e conversamos bastante sem teasing. No café era eu e a H de um lado, a M e o meu wing do outro. Via-se que a minha estava mais interessada, às vezes ate olhava para a dele para ver se eu precisava de fazer alguma coisa, mas parecia-me bem. A minha ria-se imenso, e falamos muito sobre linguas (ela estava a aprender japones) e tal. É italiana mas fala português fluentemente com sotaque italiano. Estava a correr tudo bem a meu ver. Eu tinha de ir embora e elas também, fiquei com o número da H. Devia-lhe ter mandado logo uma msg naquela hora para ficar com o meu número. Fomos pagar, e eu decidi pagar o café logo a todos. Na despedida, eu ia-lhe dar 2 beijinhos e ela deu-me grande abraço, muito forte, e eu ok, vamos reciprocar isto, passei-lhe a mão na lombar e eu a afastar-me senti ela mesmo a passar a mão no meu braço inteiro quase a tentar agarrar-me. O meu instinto dizia-me que ela tava atraída fisicamente.

    Nessa noite nós não podiamos, e ela também ia em principio a uma discoteca com amigos e eu pensei que isso não era grande situação.

    Sábado à noite:
    Eu: Olá H, é o Scramble! (o rapaz que pelos vistos é menos português do que tu) Era fixe irmos todos ao Porto Tónico amanhã à noite!
    H: Ola Scramble! hahaha nao, precisaria de uns meses mais para isso! Very Happy Acho que para amanha seria mesmo fixe!Smile

    Domingo à tarde:
    Eu:Esquece já falas mesmo bem! Vai ser fixe sim! Combinei com o Diogo hoje à meia noite nas galerias. Dá-vos jeito?
    H: Hahaha otimo, entao combinado!!Smile

    Aqui o meu wing diz-me que falou com a M, e a M disse que não se sentia bem e ia ficar em casa. Portanto ele não foi, e foi ter com uma amiga.

    Domingo à noite:
    Ligo-lhe, deu ocupado passado um tempo (ela rejeitou a chamada), mando msg quando ela não atende
    Eu:Já estou por aqui, podemos-nos encontrar em frente à reitoria do porto
    10 minutos depois
    H: Eu acho nao vou conseguir Sad(

    Fiquei em baixo, a sentir-me burro. Já tinha visto um video do Julien sobre mandar uma msg antes a dizer, "estou por aqui na zona cheguei mas cedo bla bla" quando ainda estás em casa, para dar-lhe chance de dizer que não vai. Era meia noite e eu ali sozinho, quero passar a fazer algo assim.
    Passado mais 10 minutos:

    Eu: Eu compreendo! Dia antes da viagem dá trabalho! Diz-me um lugar que te dê mais jeito encontrar e eu vejo se posso ir aí ter

    Acho que lhe dei mais um toque, mas ela não atendia. Não havia ninguém na baixa do inner circle, eles queriam que eu fizesse nightgame sozinho mas tava tão em baixo não sei se conseguia. Tinha tb mandado msg ao Flames (mais uma vez obrigado pelo apoio), e ele deu-me uma sugestão. Resolvi mandar.

    Eu:Tá uma noite fantástica e o Porto está mais radiante do que nunca! Queres mesmo perder esta última memória?
    H: Ahahah tou em ribeira:)
    Eu: Tens bom gosto! Uma verdadeira portuguesa hahahah bora nos encontrar então!
    Eu: Vou-te ligar é mais fácil para combinar
    H: Ahahaha vem vem onde o bar dos descontos! Very Happy
    Eu: Não sei onde isso é explica-me ao telefone hahahah

    Falei com ela ao telefone, fui lá ter. Já não estava em grande state. E o pior é que num estado desses só pensava na tampa de quarta, com uma rapariga que gostava, esta nem queria saber.

    Cheguei lá, era ela mais 2 amigos estrangeiros. Deu-me um abraço. Tomei logo iniciativa e fiz perguntas aos amigos dela, apresentei-me e tal. Os amigos dela deram-se bem comigo. Ela disse-me que tinha-me mentido e o nome dela não era mesmo H, era X, e tinha inventado na hora. Gozei um bocado com isso... Falamos em grupo. Teve um momento em que era eu e um amigo dela, mais ela e outro, e não tava a ver como mudar aquilo. A meio chegou outro amigo dela, muito simpático, dei-me bem com ele e deu-me social proof. Ela tentava ter a minha atenção quando eu falava com ele, mas eu meio que ignorava, o que sem dúvida cria atração. No entanto, eu precisava era de conforto por isso será que devia lhe ter dado atenção naquela durante a conversa? Ela já me tinha dito que tb estava um pouco doente e ia embora cedo. Não via como isolá-la dos amigos. Tentei sugerir irmos todos para outro lugar mas não deu.

    Eles estavam a ir embora e fui com eles. Ela perguntou-me o que eu ia fazer (por sentir que eu estava a ir com eles), e eu disse "não sei, ia-me encontrar com um amigo mas ele não apareceu". Foi estúpido, e era uma mentira. Porque não dizer a verdade, "eu só vim me encontrar contigo, depois disto vou para casa". Vi que a única maneira de a isolar dos amigos a andar (com eles ali) ia ser se eu começasse a falar português com ela, e os outros que não sabem falar iam-se juntar e aconteceu. Fui-lhe fazendo perguntas sobre o curso e tal. Não sei porquê mas veio á conversa e ela disse-me que achou que eu tinha sido muito touchy no dia anterior. Eu disse "eu, tu é que foste touchy". Achei muito estranho, porque não senti que fui touchy. Ela é que no sábado é que deu-me grande aperto e tava com os calores. Dei-lhe uns toque ligeiros no cotovelo, e uma vez andar pus-lhe as mãos nas costas para ela passar em frente. Talvez isso seja demais, como está na escala do martini, isso só devia ter acontecido 2 horas depois.

    Eventualmente chegamos a um lugar onde paramos, talvez era um ponto de separação. Mais uma conversa só eu e ela. Vi que ela estava com as pernas cruzadas, e vi num video do Max que isso queria dizer que ela estava muito à vontade ou não ia sair dali sei lá. Achei estranho porque não era o caso. Perguntei-lhe se ela queria ir tomar um café algures ali perto, antes de ir para casa, e ela disse que não, e até começou-me a fazer perguntas e tal, porquê, eu nem te conheço , e eu "pois por isso mesmo vamos conversar" o que também não foi grande resposta. Eu também disse que não queria ir já para casa, ela disse que estava cansada e eu disse que também, tinha dormido mesmo pouco e tal. Mais merda dela, e eu disse que queria ir com todos, perguntei aos amigos dela, e eles não podiam. Ela eventualmente disse (talvez antes) que tinha escolhido tar com os amigos dela de propósito e não comigo por uma razão. E eu disse a tentar ser engraçado " que má H, dizes isso assim mesmo para magoar". Ela depois também disse "nós os 3 vamos por aqui, o teu caminho é por ali" , era, mas sabem como é tipo "deixa-nos". Para não ir embora assim, até disse para os amigos dela, "tão a ver aquele lugar que eu vos disse, devem mesmo ir lá, vale mesmo a pena e tal". Despedi-me deles e dela e fui-me embora.

    A assinalar:
    -Não sentia que conseguia fazer nightgame sozinho. Acho que daygame é menos estranho se estiveres sozinho, e talvez até em grupo. Durante do dia é mais normal andares sozinho, e não pareces um assassino como podes parecer à noite. Também sinto que de dia as mulheres sentem-se mais seguras e à vontade, especialmente sozinhas.
    - Sticking point: conforto, e conforto rápido. Uma coisa é uma rapariga que vais estar por cá. Mas e uma rapariga como esta, que só estive com por uns 40 minutos sábado, mais 2 horas domingo? Como criar conforto para pull, é possível? Será que um gajo tem mesmo que pensar, "olha se fores prov. só tens chance do KC e olhe lá. Vale mesmo a pena ir?"
    -Tenho medo do conforto, pode ser sub-consciente, das tampas que levei, ou de friendzones, mas sinto que quando estou a fazer conforto é seca, se não for muito seca já não é muito conforto. Mesmo quando tava com os amigos dela eu estava tipo, "ela não tá a falar comigo, ela não se está a rir que nem uma louca, preciso de pô-la a rir e atirar-se a mim". Se eu estiver 2 horas a falar com uma rapariga sem ela se rir interpreto isso como um pessimo sinal e o meu state vai abaixo. Também foi por isso que fui abaixo com a rapariga do SC. Sim tentei e não deu certo e tal, mas a conversa era muito séria, ela não se ria e eu já não achava que ia dar.


    Positivo:
    1) Excelente opener, divertido, quero usar mais vezes. Devia ter sido em português. Foi bom eu ter feito o opener à distância, apesar de ter sido acidente.
    2) Boa liderança no approach, tive que ser eu sempre a sugerir isto e aquilo, "vocês sentem-se ali" e tal.
    3) Ainda bem que não desisti logo, arrisquei nas mensagens. Consegui ser amigável com os amigos, mas também tive sorte que eles não tavam em party mood. Se fosse "tamos todos bêbados, grande festa", não sei se teria dado certo.
    4)Pelos vistos as mensagens foram boas. No entanto, há o efeito estou-me a lixar. Sábado liguei-lhe e nem hesitei, e mandei-lhe msg rápido sem pedir conselhos. Não me passei por ela demorar 2 horas a responder. Com uma rapariga de quem gosto é mais dificil.

    Negativo:
    1) Devia ter dito algo para confirmar se ela ia aparecer mesmo.
    2) Não consegui/não ia conseguir fazer nightgame sozinho.
    3) Não devia ter feito nenhum contato fisico durante as 2 primeiras horas, nem esbarrar nela.
    4) Devia ter ficado com o número/contato dos amigos dela. Eles eram fixes, eram de erasmus por isso não tavam a julgar o tuga, oportunidade para um SC e ter coisas para fazer.
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 1:04 pm  Martini Man

    "não vai dar, ela deve andar com homens que têm a vida todo sobre controle, e com um game muito melhor do que eu, vai olhar para mim e ver um rapazito" principalmente porque ela tem 45, 47 anos e deve ter filhos da minha idade.

    Rolling Eyes Rolling Eyes Rolling Eyes Rolling Eyes Rolling Eyes

    Pà... Pensa um bocadinho comigo. desliga lá a maquina de fazer filmes um momento.

    Vou assumir que para a achares gira ela aparentaria ter mais ou menos os teus 20 anos.

    Por isso, TALVEZ tenha tido um percurso de vida semelhante ao teu (Secundario, universidade)
    Por isso TALVEZ tenha uma experiencia de vida semelhante á tua (Viver com os pais, etc)
    Por isso TALVEZ tenha usado estes mesmo 20 anos a fazer mais ou menos o que tu fazes

    E agora Explica-me lá onde é que ela teve tempo para andar com os tais "homens (E logo no plural que é para te auto-diminuires ainda mais!) que têm a vida todo sobre controle, e com um game muito melhor do que eu"

    Onde?

    GET REAL!!!
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 1:06 pm  Martini Man

    "como se para continuar a andar afetou-me, pensei logo que não ia dar"

    Excelente exemplo de AUTO-SABOTAGEM. boa... continua assim que vais longe...
    Já pensaste em ir para um seminário? Os Jesuítas estão sempre a aceitar profissões técnicas como médicos.
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 1:08 pm  Martini Man

    "Enquanto estávamos a tirar a foto umas raparigas na relva olharam algumas vezes para nós com caras estranhas. Porquê ,não sei."

    Eu traduzo:

    - Então e nos? Não temos direito a fotos?
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 1:11 pm  Martini Man

    "Eu tinha de ir embora e elas também, fiquei com o número da H.

    cheers cheers cheers ALELUIA BROTHER!!!

    "Devia-lhe ter mandado logo uma msg naquela hora para ficar com o meu número.

    Devias...

    "Fomos pagar, e eu decidi pagar o café logo a todos"
    Basketball cheers
    Temos homem...
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 1:12 pm  Martini Man

    "ela também ia em principio a uma discoteca com amigos e eu pensei que isso não era grande situação. "

    Então agora fica para não te esqueceres: Quando te dizem o que vão fazer a seguir, muitas vezes é uma forma indirecta de te convidar, Eu iria á discoteca!
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:31 pm  Martini Man

    "Aqui o meu wing diz-me que falou com a M, e a M disse que não se sentia bem "

    hehehehehehe Twisted Evil Elas são danadas...

    Precisas que te explique o que se passou NA REALIDADE ou não?
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:35 pm  Martini Man

    "Já não estava em grande state. E o pior é que num estado desses só pensava na tampa de quarta, com uma rapariga que gostava, esta nem queria saber. "

    Foda-se!!! Tu adoras ter pena de ti, carago!



    Qual é a parte:
    - ELA PODIA NAO T DIZER NADA, mas OPTOU por dizer
    - ELA PODIA NAO TE DIZER ONDE ESTAMA, mas OPTOU POR DIZER
    que não entendes?
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:37 pm  Martini Man

    "Vi que a única maneira de a isolar dos amigos a andar (com eles ali) ia ser se eu começasse a falar português com ela, e os outros que não sabem falar iam-se juntar e aconteceu"

    Brilhante! cheers
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:39 pm  Martini Man

    "ela disse-me que achou que eu tinha sido muito touchy no dia anterior. Eu disse "eu? tu é que foste touchy"."

    Shit test superado... Shocked
    Este gajo ás vezes tem uns laivos de genialidade!
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:40 pm  Martini Man

    "ela disse que não, e até começou-me a fazer perguntas e tal, porquê, eu nem te conheço , e eu "pois por isso mesmo vamos conversar"

    E aqui shit test não superado... pale
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:43 pm  Martini Man

    "tinha escolhido tar com os amigos dela de propósito e não comigo por uma razão"

    QUE razão? O que é que ela disse? Isto é SUPER importante!
    avatar

    Mensagem em Seg Jul 17, 2017 2:54 pm  Martini Man

    Bom... e agora a minha apreciação. Não da situação, mas de ti. A situação quero lá saber dela é tua 6ª ou 7ª e não interessa para nada.

    Acho que tu tens rasgos de génio.

    Acho que há ai dentro um bichinho danado a querer saltar cá para fora, o mesmo que fez-te ter os improvisos do tirar a foto, do pagar os cafés, do passar o primeiro shit test e o de falar com ela numa língua que a isola dos amigos.

    Acho que podes lá chegar!

    SE...

    Calares o raio dessa maquina diabólica de fazer filmes que tens dentro da tua cabeça! E se deixares de pensar que o mundo acaba sempre que uma mosca te passa á frente. Ou sempre que ves um semáforo vermelho. Ou sempre que cai uma folha de arvore.  Ou sempre que acontece uma cena qualquer tão minúscula e insignificante que só tu é que notas, mas "atira-te logo abaixo" Tu já viste bem a quantidade de coisas destas que te aconteceram neste FR E NO ENTANTO AQUILO CONTINUOU??? ( O que significa que eram só merdas na TUA cabeça...)

    É o que acho de ti.
    avatar

    Mensagem em Ter Jul 18, 2017 9:26 pm  Icarus

    ScramblerLane escreveu:Na despedida, eu ia-lhe dar 2 beijinhos e ela deu-me grande abraço, muito forte, e eu ok, vamos reciprocar isto, passei-lhe a mão na lombar e eu a afastar-me senti ela mesmo a passar a mão no meu braço inteiro quase a tentar agarrar-me. O meu instinto dizia-me que ela tava atraída fisicamente.

    Nessa noite nós não podiamos, e ela também ia em principio a uma discoteca com amigos e eu pensei que isso não era grande situação.

    Com turistas a janela de oportunidades é muito reduzida. Viste que ela estava "quente" e afim nesse dia, e depois foi sair à noite sem ti. Não sei o que aconteceu, mas muito provavelmente  conheceu alguém lá. São turistas, elas vêem com o objectivo de se divertir e comer gajos.

    ps: eu também não ia logo atrás dela para uma disco. Tentava combinar umas jolas antes para aferir melhor a situação e ver se o set estava bem encaminhado para ir fechar na disco depois.

    ScramblerLane escreveu:
    Aqui o meu wing diz-me que falou com a M, e a M disse que não se sentia bem e ia ficar em casa. Portanto ele não foi, e foi ter com uma amiga.

    Domingo à noite:
    Ligo-lhe, deu ocupado passado um tempo (ela rejeitou a chamada), mando msg quando ela não atende
    Eu:Já estou por aqui, podemos-nos encontrar em frente à reitoria do porto
    10 minutos depois
    H: Eu acho nao vou conseguir Sad(

    Fiquei em baixo, a sentir-me burro. Já tinha visto um video do Julien sobre mandar uma msg antes a dizer, "estou por aqui na zona cheguei mas cedo bla bla" quando ainda estás em casa, para dar-lhe chance de dizer que não vai. Era meia noite e eu ali sozinho, quero passar a fazer algo assim.
    Passado mais 10 minutos:

    Eu: Eu compreendo! Dia antes da viagem dá trabalho! Diz-me um lugar que te dê mais jeito encontrar e eu vejo se posso ir aí ter

    Acho que lhe dei mais um toque, mas ela não atendia. Não havia ninguém na baixa do inner circle, eles queriam que eu fizesse nightgame sozinho mas tava tão em baixo não sei se conseguia. Tinha tb mandado msg ao Flames (mais uma vez obrigado pelo apoio), e ele deu-me uma sugestão. Resolvi mandar.

    Eu:Tá uma noite fantástica e o Porto está mais radiante do que nunca! Queres mesmo perder esta última memória?
    H: Ahahah tou em ribeira:)
    Eu: Tens bom gosto! Uma verdadeira portuguesa hahahah bora nos encontrar então!
    Eu: Vou-te ligar é mais fácil para combinar
    H: Ahahaha vem vem onde o bar dos descontos! Very Happy
    Eu: Não sei onde isso é explica-me ao telefone hahahah

    Falei com ela ao telefone, fui lá ter. Já não estava em grande state. E o pior é que num estado desses só pensava na tampa de quarta, com uma rapariga que gostava, esta nem queria saber.


    Aqui já sabias que ela não estava muito interessada em sair contigo. Não digo que não devesses ter ido ter com ela, mas pelo menos já devias saber que a probabilidade de não acontecer nada era muito grande.
    1) ela não atendeu a tua chamada 2) ela respondeu à mensagem com um corte 3) não atendeu a chamada outra vez 4) enviaste mais outra mensagem e só aí é que ela te disse que afinal tinha ido sair 5) enviaste mais duas mensagens e só depois é que ela disse para ires lá ter

    acrescento que estavas desmoralizado e provavelmente com uma frame negativa/needy quando foste ter com ela.

    ScramblerLane escreveu:

    Eles estavam a ir embora e fui com eles. Ela perguntou-me o que eu ia fazer (por sentir que eu estava a ir com eles), e eu disse "não sei, ia-me encontrar com um amigo mas ele não apareceu". Foi estúpido, e era uma mentira. Porque não dizer a verdade, "eu só vim me encontrar contigo, depois disto vou para casa".

    Eu teria dito algo parecido. Mas que os meus amigos estavam nas galerias ( nome de um bar aberto) e que queria dar um saltinho lá...
    Dizer a uma gaja que se está a cortar que foste ao Porto só pra estar com ela, era
    deitar a toalha ao chão.



    ScramblerLane escreveu:
    Vi que a única maneira de a isolar dos amigos a andar (com eles ali) ia ser se eu começasse a falar português com ela, e os outros que não sabem falar iam-se juntar e aconteceu. Fui-lhe fazendo perguntas sobre o curso e tal. Não sei porquê mas veio á conversa e ela disse-me que achou que eu tinha sido muito touchy no dia anterior. Eu disse "eu, tu é que foste touchy". Achei muito estranho, porque não senti que fui touchy. Ela é que no sábado é que deu-me grande aperto e tava com os calores. Dei-lhe uns toque ligeiros no cotovelo, e uma vez andar pus-lhe as mãos nas costas para ela passar em frente. Talvez isso seja demais, como está na escala do martini, isso só devia ter acontecido 2 horas depois.

    Eventualmente chegamos a um lugar onde paramos, talvez era um ponto de separação. Mais uma conversa só eu e ela. Vi que ela estava com as pernas cruzadas, e vi num video do Max que isso queria dizer que ela estava muito à vontade ou não ia sair dali sei lá. Achei estranho porque não era o caso. Perguntei-lhe se ela queria ir tomar um café algures ali perto, antes de ir para casa, e ela disse que não, e até começou-me a fazer perguntas e tal, porquê, eu nem te conheço , e eu "pois por isso mesmo vamos conversar" o que também não foi grande resposta. Eu também disse que não queria ir já para casa, ela disse que estava cansada e eu disse que também, tinha dormido mesmo pouco e tal. Mais merda dela, e eu disse que queria ir com todos, perguntei aos amigos dela, e eles não podiam. Ela eventualmente disse (talvez antes) que tinha escolhido tar com os amigos dela de propósito e não comigo por uma razão. E eu disse a tentar ser engraçado " que má H, dizes isso assim mesmo para magoar". Ela depois também disse "nós os 3 vamos por aqui, o teu caminho é por ali" , era, mas sabem como é tipo "deixa-nos". Para não ir embora assim, até disse para os amigos dela, "tão a ver aquele lugar que eu vos disse, devem mesmo ir lá, vale mesmo a pena e tal". Despedi-me deles e dela e fui-me embora.

    Simplesmente tentas-te muito, a gaja faz-te IOD e tu continuas a ir atrás ( também não tinhas grandes alternativas).

    Já aconteceu a todos. Tenho frs meus do início onde fiz os mesmos erros


    ScramblerLane escreveu:
    - Sticking point: conforto, e conforto rápido. Uma coisa é uma rapariga que vais estar por cá. Mas e uma rapariga como esta, que só estive com por uns 40 minutos sábado, mais 2 horas domingo? Como criar conforto para pull, é possível? Será que um gajo tem mesmo que pensar, "olha se fores prov. só tens chance do KC e olhe lá. Vale mesmo a pena ir?"

    as turistas são as gajas mais fáceis de comer ( seja kc ou fc). Grande parte dos frs no fórum são de gajos a comer turistas. Vê o thothpua por exemplo:
    http://pua-portugal.forumj.net/f46-thothpua




    ScramblerLane escreveu:

    4) Devia ter ficado com o número/contato dos amigos dela. Eles eram fixes, eram de erasmus por isso não tavam a julgar o tuga, oportunidade para um SC e ter coisas para fazer.

    Se queres um grupo de Erasmus, começa já a preparar a nova temporada 17/18.
    Conheço alguém que escreveu um manual sobre isso. xD

    http://pua-portugal.forumj.net/t5296-erasmus-social-circle-2016
    avatar

    Mensagem em Ter Jul 18, 2017 11:23 pm  ScramblerLane

    Martini Man escreveu:"Aqui o meu wing diz-me que falou com a M, e a M disse que não se sentia bem "

    hehehehehehe Twisted Evil  Elas são danadas...

    Precisas que te explique o que se passou NA REALIDADE ou não?

    O que eu achei foi que a M gostou de mim a mas a H não queria tar com ele, e tinha sido para nos deixar a sós. Pelo menos sei que as raparigas fazem isto às vezes.

    Martini Man escreveu:"ela disse que não, e até começou-me a fazer perguntas e tal, porquê, eu nem te conheço , e eu "pois por isso mesmo vamos conversar"

    E aqui shit test não superado... pale

    Como superar este?  
    Martini Man escreveu:"tinha escolhido tar com os amigos dela de propósito e não comigo por uma razão"

    QUE razão? O que é que ela disse? Isto é SUPER importante!

    Não disse, disse quase assim acho eu. Não especificou, mas estava chateada, e notava-se que não estava à vontade para estar sozinha comigo. Na hora achei estúpido perguntar porquê, só se fosse para mostrar que não compreendo essa decisão (o que seria de esperar de alguém que se valoriza). A resposta prov. seria algo tipo "pq eles são meus amigos e tu és um gajo qualquer que conheci ontem".

    Martini Man escreveu:Bom... e agora a minha apreciação. Não da situação, mas de ti. A situação quero lá saber dela é tua 6ª ou 7ª e não interessa para nada.

    Acho que tu tens rasgos de génio.

    Acho que há ai dentro um bichinho danado a querer saltar cá para fora, o mesmo que fez-te ter os improvisos do tirar a foto, do pagar os cafés, do passar o primeiro shit test e o de falar com ela numa língua que a isola dos amigos.

    Acho que podes lá chegar!

    SE...

    Calares o raio dessa maquina diabólica de fazer filmes que tens dentro da tua cabeça! E se deixares de pensar que o mundo acaba sempre que uma mosca te passa á frente. Ou sempre que vês um semáforo vermelho. Ou sempre que cai uma folha de arvore.  Ou sempre que acontece uma cena qualquer tão minúscula e insignificante que só tu é que notas, mas "atira-te logo abaixo" Tu já viste bem a quantidade de coisas destas que te aconteceram neste FR E NO ENTANTO AQUILO CONTINUOU??? ( O que significa que eram só merdas na TUA cabeça...)

    É o que acho de ti.

    Obrigado. Também acho que tenho algum jeito para a coisa, muito por ter de descobrir como fazer amigos a crescer, daí a aprender a ser engraçado, onde é essencial ter frame control. No entanto, é isso são filmes a mais; e alguns medos sub-conscientes de traumas de infância, que compreendo que a única maneira de ultrapassar é os encarando.

    No final, já não havia mesmo nada a fazer, tentei tudo que me veio à cabeça. Não podia ter forçado mais, isso já era desrespeito, estava a receber claros não e ela tava-me a mandar embora. Acho que só passando o tal shit test de forma brilhante e de alguma forma pô-la confortável comigo. E também havia outra questão. Mesmo se conseguisse ir com eles no final(apesar que ela sabia que o meu caminho era ao contrário e fez questão de o apontar), não havia desculpa plausível que ela pudesse dar aos amigos de porquê estar a ir só comigo, quer ser deixá-los a eles, ou eles irem embora e eu ficar lá. Eu não pensei em nada, tentei sugerir café aqui e ali, depois em grupo, mas ela negou como disse. A pergunta do "porquê que estas a vir por aqui, onde moras?" lá viria, e já tinha dito onde era; eu não sabia como fazer parecer tudo menos slutty. Não lhe disse que a acompanhava a casa, mas podem ter a certeza que da maneira que ela estava a resposta ia ser "não" ou "ele já vem comigo".

    Falta-me aquela perspetiva geral como tu dizes, de perceber a insignificância de muitas coisas, e a incerteza do estado das mesmas num período de tempo estendido.
    avatar

    Mensagem em Qua Jul 19, 2017 12:04 am  ScramblerLane

    Icarus escreveu:Com turistas a janela de oportunidades é muito reduzida. Viste que ela estava "quente" e afim nesse dia, e depois foi sair à noite sem ti. Não sei o que aconteceu, mas muito provavelmente
    conheceu alguém lá. São turistas, elas vêem com o objectivo de se divertir e comer gajos.

    ps: eu também não ia logo atrás dela para uma disco. Tentava combinar umas jolas antes para aferir melhor a situação e ver se o set estava bem encaminhado para ir fechar na disco depois.

    Pois, eu percebi isso e tinha noção de que o plano de ação não foi perfeito, mas tomei uma decisão. Se nos tivéssemos encontrado no mesmo dia, era melhor. Eu próprio tinha dito ao meu wing, temos de apostar vão embora daqui a nada e querem. No entanto, não soube como ultrapassar os problemas de conforto/logística. Não sabia o que dizer para isolá-la (desta vez completamente) dos amigos que fosse funcionar, porque qualquer coisa funciona desde que ela aceite, mas havia pouco conforto.

    Icarus escreveu:Aqui já sabias que ela não estava muito interessada em sair contigo. Não digo que não devesses ter ido ter com ela, mas pelo menos já devias saber que a probabilidade de não acontecer nada era muito grande.
    1) ela não atendeu a tua chamada 2) ela respondeu à mensagem com um corte 3) não atendeu a chamada outra vez 4) enviaste mais outra mensagem e só aí é que ela te disse que afinal tinha ido sair 5) enviaste mais duas mensagens e só depois é que ela disse para ires lá ter

    acrescento que estavas desmoralizado e provavelmente com uma frame negativa/needy quando foste ter com ela.

    Sim já não era grande coisa desde o início as condições. Eu também não achei que ia acontecer muito porque cheguei lá e ela sabia que eu tive que me esforçar para tal. Então fazias o quê de diferente? Desistias mais cedo porque vias que não ia dar a lado nenhum?

    Icarus escreveu:Eu teria dito algo parecido. Mas que os meus amigos estavam nas galerias ( nome de um bar aberto) e que queria dar um saltinho lá...
    Dizer a uma gaja que se está a cortar que foste ao Porto só pra estar com ela, era
    deitar a toalha ao chão.

    Sim mas no início era para ser um date, ou seja sim foi por isso que fui lá. Compreendo o que dizes, mas será que ela não consegue ver isso de uma maneira normal? Até achei mal da parte dela, podia ter dito que não ia ter comigo mais cedo. Se vou a um date com uma rapariga, não vou combinar nada para essa altura. Claro que vejo que dizer isso mostra interesse, e se ela está a ser assim, então tb posso mentir para mostrar desinteresse.

    Icarus escreveu:Simplesmente tentas-te muito, a gaja faz-te IOD e tu continuas a ir atrás ( também não tinhas grandes alternativas).

    Já aconteceu a todos. Tenho frs meus do início onde fiz os mesmos erros

    Então o que fazias de diferente?

    Icarus escreveu:as turistas são as gajas mais fáceis de comer ( seja kc ou fc). Grande parte dos frs no fórum são de gajos a comer turistas. Vê o thothpua por exemplo:
    http://pua-portugal.forumj.net/f46-thothpua
    Icarus escreveu:

    Se queres um grupo de Erasmus, começa já a preparar a nova temporada 17/18.
    Conheço alguém que escreveu um manual sobre isso. xD

    http://pua-portugal.forumj.net/t5296-erasmus-social-circle-2016

    Nem é um grupo Erasmus, era só porque sim, já fico conheço mais pessoas e sim a partir daí quem sabe conhecia alguém, mas não precisa de ser Erasmus. Teria feito parecido se fossem tugas.

    É algo a ponderar. Depende de muita coisa, infelizmente acho que o próximo ano vou estar mesmo ocupado e há tanta coisa que queria fazer que vou ter que fazer escolhas. Vou ter imenso para estudar, mais ginásio, e queria estar no basquete da faculdade, artes marciais, dança, mais tempo para amigos e socializar na faculdade que algum destes não vai ser feito. No entanto, o que escreveste aplica-se a SC em geral. Talvez eu experimente a coisa dos buddies. Tenho uma amiga que acho que é voluntária lá, também mais para setembro falo com ela e talvez arranjo maneira de me envolver sem tantas certezas. Ou foco-me mais na faculdade, conhecer toda a gente, ir um bocado por aí e depois o CA approach também.

    Não duvido do poder que é ser o gajo mais conhecido (por boas razões) na faculdade.
    avatar

    Mensagem em Qua Jul 19, 2017 9:02 am  Icarus

    ScramblerLane escreveu:
    Icarus escreveu:Aqui já sabias que ela não estava muito interessada em sair contigo. Não digo que não devesses ter ido ter com ela, mas pelo menos já devias saber que a probabilidade de não acontecer nada era muito grande.
    1) ela não atendeu a tua chamada 2) ela respondeu à mensagem com um corte 3) não atendeu a chamada outra vez 4) enviaste mais outra mensagem e só aí é que ela te disse que afinal tinha ido sair 5) enviaste mais duas mensagens e só depois é que ela disse para ires lá ter

    acrescento que estavas desmoralizado e provavelmente com uma frame negativa/needy quando foste ter com ela.

    Sim já não era grande coisa desde o início as condições. Eu também não achei que ia acontecer muito porque cheguei lá e ela sabia que eu tive que me esforçar para tal. Então fazias o quê de diferente? Desistias mais cedo porque vias que não ia dar a lado nenhum?

    Icarus escreveu:Eu teria dito algo parecido. Mas que os meus amigos estavam nas galerias ( nome de um bar aberto) e que queria dar um saltinho lá...
    Dizer a uma gaja que se está a cortar que foste ao Porto só pra estar com ela, era
    deitar a toalha ao chão.

    Sim mas no início era para ser um date, ou seja sim foi por isso que fui lá. Compreendo o que dizes, mas será que ela não consegue ver isso de uma maneira normal? Até achei mal da parte dela, podia ter dito que não ia ter comigo mais cedo. Se vo.u a um date com uma rapariga, não vou combinar nada para essa altura. Claro que vejo que dizer isso mostra interesse, e se ela está a ser assim, então tb posso mentir para mostrar desinteresse.

    Icarus escreveu:Simplesmente tentas-te muito, a gaja faz-te IOD e tu continuas a ir atrás ( também não tinhas grandes alternativas).

    Já aconteceu a todos. Tenho frs meus do início onde fiz os mesmos erros

    Então o que fazias de diferente?

    Nightgame é fundamentalmente diferente de daygame, enquanto em daygame estás muitas vezes sozinho com a rapariga, no nightgame o jogo é social ( o que te permite usar muito mais tácticas)


    Social proof: quando sais à noite com uma gaja podes e deves fazer com que ela veja que conheces muita gente e que és valorizado por outros.

    O the alchemist em lisboa costuma passar por uma serie de bares onde conhece os donos, pessoal que trabalha lá e os clientes habituais.

    O travelove chegava a ir a um bar de tunas, pedia uma guitarra emprestava e começava a dar um mini concerto com toda a gente a aplaudi-lo.

    Eu tentava sempre saber onde andavam os meus colegas do trabalho, amigos, malta do pua, e tentava passar por eles com as gajas para mostrar que muita gente me conhecia e curtia.

    pre-selection: mostra que tens outras raparigas que te curtem, se possível passa ao pé de amigas tuas ou mesmo gajas que estás a tentar comer/ já comeste.

    jelous plotline:Faz com que várias raparigas lutem por ti.

    O smooth sofa é exímio nesta arte, no mesmo bar fala com diversos grupos com raparigas e faz merge de sets. Chega ao ponto em que estão a competir por ele.
    avatar

    Mensagem em Qui Jul 20, 2017 7:28 am  The Alchemist

    Icarus escreveu:
    O the alchemist em lisboa costuma passar por uma serie de bares onde conhece os donos, pessoal que trabalha lá e os clientes habituais.

    O travelove chegava a ir a um bar de tunas, pedia uma guitarra emprestava e começava a dar um mini concerto com toda a gente a aplaudi-lo.

    Eu tentava sempre saber onde andavam os meus colegas do trabalho, amigos, malta do pua, e tentava passar por eles com as gajas para mostrar que muita gente me conhecia e curtia.

    pre-selection: mostra que tens outras raparigas que te curtem, se possível passa ao pé de amigas tuas ou mesmo gajas que estás a tentar comer/ já comeste.

    jelous plotline:Faz com que várias raparigas lutem por ti.

    O smooth sofa é exímio nesta arte, no mesmo bar fala com diversos grupos com raparigas e faz merge de sets. Chega ao ponto em que estão a competir por ele.

    Hoje em dia, até porque não estou em Lisboa, eu faço uma coisa que a maior parte da malta acha condenável mas tem resultado bem.

    - Chego ao Balcão
    - Comprimento efusivamente o bartender como se o conhecesse há bué
    - Peço duas cervejas e uma água
    - Mando o bartender dar as cervejas ao tipo que estiver à minha direita e ao tipo que estiver à minha Esquerda
    - Pega no telemóvel e, por dois minutos, finge que estás medianamente embrenhado em algo fora do bar
    - As duas pessoas que receberam cerveja vão-te agradecer. Elas vão-te abrir a ti, enquanto tu estavas no telemóvel, a trocar mensgaens com amigos ou a ler o Observador (o que que costumo fazer)
     - Acabei de conhecer três pessoas: o tipo que está à minha direita, o tipo que estáà minha Esquerda e o Bartender! daí para a frente é um pulinho (nota - "o tipo" pode ser uma gaja boa"
    - Aqui o importante é ninguém te ver a tocar nos copos. Seres tu a entregar os copos ou mandares alguém fazê-lo é a diferença entre ser "people pleasnig" e simpático.
    - Tens uma excelente história sobre porque é que ofereces (tipo, numa base diária) bebidas às pessoas nos bares enquanto bebes água


    Última edição por The Alchemist em Sex Jul 21, 2017 7:59 pm, editado 1 vez(es)
    avatar

    Mensagem em Qui Jul 20, 2017 10:55 am  Martini Man

    The Alchemist escreveu:
    Icarus escreveu:
    O the alchemist em lisboa costuma passar por uma serie de bares onde conhece os donos, pessoal que trabalha lá e os clientes habituais.

    O travelove chegava a ir a um bar de tunas, pedia uma guitarra emprestava e começava a dar um mini concerto com toda a gente a aplaudi-lo.

    Eu tentava sempre saber onde andavam os meus colegas do trabalho, amigos, malta do pua, e tentava passar por eles com as gajas para mostrar que muita gente me conhecia e curtia.

    pre-selection: mostra que tens outras raparigas que te curtem, se possível passa ao pé de amigas tuas ou mesmo gajas que estás a tentar comer/ já comeste.

    jelous plotline:Faz com que várias raparigas lutem por ti.

    O smooth sofa é exímio nesta arte, no mesmo bar fala com diversos grupos com raparigas e faz merge de sets. Chega ao ponto em que estão a competir por ele.

    Hoje em dia, até porque não estou em Lisboa, eu faço uma coisa que a maior parte da malta acha condenável mas tem resultado bem.

    - Chego ao Balcão
    - Comprimento efusivamente o bartender como se o conhecesse há bué
    - Peço duas cervejas e uma água
    - Mando o bartender dar as cervejas ao tipo que estiver à minha direita e ao tipo que estiver à minha Esquerda
    - Pega no telemóvel e, por dois minutos, finge que estás medianamente embrenhado em algo fora do bar
    - As duas pessoas que receberam cerveja vão-te agradecer. Elas vão-te abrir a ti, enquanto tu estavas no telemóvel, a trocar mensgaens com amigos ou a ler o Observador (o que que costumo fazer)
     - Acabei de conhecer três pessoas: o tipo que está à minha direita, o tipo que estáà minha Esquerda e o Bartender! daí para a frente é um pulinho (nota - "o tipo" pode ser uma gaja boa"
    - Aqui o importante é ninguém te ver a tocar nos copos. Seres tu a entregar os copos ou mandares alguém fazê-lo é a diferença entre ser "people pleasnig" e simpático.
    - Tens uma excelente história sobre porque é que ofereces (tipo, numa base diária) bebidas às pessoas nos ares enquanto bebes água



    avatar

    Mensagem em Qui Jul 20, 2017 12:23 pm  travelove

    O nosso querido alquimista vive na sua própria dimensão.
    avatar

    Mensagem em Sex Jul 21, 2017 7:59 pm  The Alchemist

    travelove escreveu:O nosso querido alquimista vive na sua própria dimensão.
    Porque a minha noite foi feita com 5 € - 4 € para cervejas (2 € por cerveja) e 1 € para água?

    Mensagem   Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 26, 2017 8:56 am